domingo, 27 de outubro de 2013

Domingo, o único dia que eu sinto não estar negligenciando nada. E aí tentei agir "naturalmente". Isso não quer dizer normalmente, nem um estado automático (que eu, certa vez, descrevi para a psicóloga como uma parcial perda de consciência). Difícil de colocar em palavras. Sei lá. Tentei ver como eu sou agora sem extremos, mas não chegou nem perto de parecer algo forçado.

Antidepressivo - laxante -  cafeína - broncodilatador - vitaminas - antiácido - calmante

Será que meu eu equilibrado é só o resultado do efeito desses remédios? Porque é geralmente quando não tomo um ou outro que conheço meus extremos, minhas variações de humor, as mudanças no meu corpo etc. Talvez eu seja só essa mistura de tremores, dores e baixa autoestima.

4 comentários:

  1. há momentos em que parecemos estar anestesiados, onde apenas vivemos e vemos os dias passarem, seja por base de remédios ou por simples tedio da vida, seja como for é uma fase ruim e espero que passe, fique bem estarei torcendo por você.
    Stay Strong!

    xoxo

    ResponderExcluir
  2. " Porque é geralmente quando não tomo um ou outro que conheço meus extremos, minhas variações de humor, as mudanças no meu corpo etc."
    O mesmo aqui... mas estou aprendendo a lidar com isso de alguma maneira.

    Mas acho que você é muito mais do que acha que é sabe, e isso não é, como disse a Ana do blog Além das Calorias, uma putice motivacional não. É só o que eu vejo refletido nos teus textos.
    Confusas todas somos.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Ola, adorei ter recebido a sua visita, seu comentário me animou bastante. Espero que essa nova fase seja mesmo boa para mim, que eu consiga encontrar válvulas de escapes mais saudáveis e que eu não pare no meio do caminho.
    A voz que eu ouvia eram masculinas, eram vozes de comando, sempre me mandando fazer coisas ruins comigo mesma.
    Agora sobre sua postagem, eu também tomo remédios, mas eu não fico no controle, pelo contrario eu sempre saio dele, estou com tanta raiva do que aconteceu comigo na semana passada que nem estou tomando os remédios que o psiquiatra me passou, só espero não ficar pior do que já estou.

    ResponderExcluir
  4. Ola
    que isso, não se preocupe, você não foi grossa.Eu sei que não devia me dopar tanto assim, se bem que agora isso é bem difícil, meu organismo ficou super forte de tanto uso abusivo de medicamentos.
    Agora sobre a sua postagem, não use remédios como se eles fossem as suas pernas, mas sim como uma bengala.
    Beijos

    ResponderExcluir